Grécia: Castor

Ir em baixo

Grécia: Castor Empty Grécia: Castor

Mensagem  Castor em Ter Set 09, 2008 12:18 am

Grécia: perto do cabo Sounion, fica uma planície rochosa cercada por uma floresta frondosa. Longe, é possível ver um pedaço do mar, provável parte do território de Poseidon.

O local é desabitado, árido de dia e frio à noite. A planície é tortuosa e ao leste dela fica um monte, de difícil escalada embora seja pequeno.
Castor
Castor

Número de Mensagens : 27
Idade : 31
Localização : Hortolândia - SP
Data de inscrição : 25/08/2008

Ficha do personagem
Nome do Personagem: Castor
Devoção: Athena
Quests Realizadas:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grécia: Castor Empty Cosmo e Fúria

Mensagem  Castor em Qui Set 11, 2008 8:36 pm

11 de setembro, 2008


Sol de manhã, dia quente, como muitos outros. O mar, lá longe, espia duas pessoas conversando debaixo de uma oliveira.
Saga: "Muito bem, Castor. Precisamos conversar."
Castor: "O que seria, Mestre?"
Saga: "Já faz sete anos que você está treinando comigo. Você desenvolveu sua mente e uma boa força física. É versátil em combate, mas ainda estou insatisfeito com o seu controle sobre o cosmo."
Castor abaixou a cabeça, envergonhado.
Saga: "Você tem um coração nobre, cheio de bondade e força de vontade. E seu potencial é alto, eu diria até ilimitado."
Castor: "Qual o problema com o meu cosmo?"
Saga: "Você consegue queimá-lo mas não o controla, é instável. Você vai precisar ter um domínio bom sobre ele se quiser se tornar um Cavaleiro de Bronze."
Castor: "O que farei, então?"
Saga: "Por hoje, tire o dia para descanso, mas reflita no que eu te disse. A partir de amanhã, treinaremos com maior intensidade. Terei que preparar seu corpo e sua mente, para que você desperte um cosmo especial... Mas os resultados dependerão de você. Pode ir."
Castor: "Muito obrigado, Mestre Saga!"
Ele sai em direção à floresta, rumo ao cabo Sounion. Fazia tempo que não pescava. Lá, ele sente a brisa fria e entra na água. Durante o mergulho, pensou:
Castor: "Eu não domino meu cosmo... Por quê? Eu treinei direitinho, entendi a teoria do cosmo. Mas o que falta? O Mestre nunca falou sobre algum cavaleiro que tivesse este problema. Droga!"
Decidiu mergulhar mais fundo, descendo mais uns oito metros. Sentiu um tranco.
Castor: "O quê?!"
Estava sendo tragado para baixo, e depois seu corpo começou a girar.
Castor: "Um redemoinho?! Vou morrer!"
Castor perde a consciência.
Sem saber quanto tempo se passou, ele acorda em um lugar estranho, rústico. A arquitetura é grega, como a do Santuário, e com boa conservação. Porém, tomou um susto ao olhar pra cima.
Castor: "O... o mar?! No lugar do céu?!.... Eu não acredito! O Templo de Poseidon!"
E era mesmo. Ele pôde ver as sete colunas e a Coluna Principal.
Começou a andar sorrateiramente pelo lugar, procurando uma saída, ou algum lugar alto o bastante para alcançar o céu. Então...
Voz Masculina:"Moleque! Como chegou aqui?"
Castor congelou... Um Marina!
Castor pensa: "Um Marina! Mas é um soldado apenas... Preciso ter cuidado, pois Saga me falou sobre eles. Até mesmo um soldado possui força descomunal!"
Marina: "Isso aqui é território sagrado, do Grande Poseidon. Ninguém pode entrar! Você vai pagar com a vida, moleque intrometido!"
Castor: "Ei, eu caí aqui sem querer! Eu estava nadando e fui sugado pra cá!"
Marina: "Tenho ordens para destruir qualquer um que viole esse local. Você vai morrer, garoto!"
O Marina pulou do morro onde estava para atacar e acertou Castor no peito. Este caiu no chão a metros de distância.
Castor pensa:"Acho que perdi umas três costelas com essa... que poder!"
Quando ia se levantar com um pulo, o soldado o pegou pelo pescoço e, correndo, bateu o corpo do menino contra uma parede rochosa. Vendo o corpo de Castor afundado na rocha, o soldado diz:
Marina: "Pobre infeliz, nem pode se defender..." E riu com gosto.
Foi interrompido por uma luz vermelha saindo da rocha. Castor começa a liberar sua cosmo-energia, e explode a rocha ao redor de si.
Marina: "Esse cosmo! Se continuar assim... vai ultrapassar o meu!
Castor: "HAAAAAAAAAA!" Castor, inflamado de raiva, aponta o punho para o soldado e dispara uma rajada cósmica que acerta em cheio o Marina. Este recua um pouco com o golpe que, para a surpresa de Castor, nem fez efeito...
Marina: "Heh! Até uma enguia faz melhor que isso! Mesmo que eu não estivesse com minha Escama, esse golpe nem me arranharia! Além disso, você é lerdo! Só me acertou porque eu fiquei surpreso por você ser um Cavaleiro!" E gargalhou diante do cosmo de Castor, que já estava maior que o dele. Marina: "Seu cosmo ultrapassou o meu, mas você não consegue usar a força total dele! Você é um fracasso!"
Castor fica perplexo. Castor sussurra, desolado: "Meu cosmo... Mestre tem razão... mas eu pus toda minha força neste golpe..."
O Marina parou de rir. Marina: "Vou garantir que uma escória como a sua tenha fim agora... Morra!" Castor pensa: "Ainda assim, tenho que confiar no meu cosmo! Helena..."
A rajada do soldado explode a já danificada parede, fazendo voar centenas de destroços. Ele percebe que o garoto fugiu e quando olha para cima, Castor, como uma estrela ascendente vermelha, alcança a água no céu. Marina: "Que sortudo! Atingiu a velocidade do som..."
Enquanto isso, Castor rasgava o mar em direção à superfície. Milagrosamante chegou vivo, e foi nadando com dificuldade, fraco e respirando precariamente.
Ao chegar à praia, Saga veio correndo ao seu encontro, com o semblante preocupado.
Saga: “Castor! O que houve?! Eu senti seu cosmo aumentando! Onde você estava?!”
Castor chorava: “... Eu... falhei, Mestre!... Entrei por engano no território de Poseidon... e fui atacado por um soldado Marina... Não consegui me defender com meu cosmo... Não sirvo pra proteger Athena...”
Saga: “Você precisa de cuidados, venha...” Saga pegou o menino e levou pra casa, para saber como aconteceu tudo isso e tratar dos ferimentos dele.

Três dias depois...

Castor se recuperou bem, e Saga decidiu que já era hora de voltar aos treinos.
Saga: ”A sua dificuldade com o cosmo é que você ainda não entende a origem dele dentro de você. Você cria o Big Bang mas não modela sua criação.”
O pupilo ouve com muita atenção, enquanto eles se dirigem para as montanhas.
Saga: ”Por isso, você terá que ter seu corpo, mente e alma unidos e preparados, e você entenderá o Sentido do Cosmo.”
Depois de caminhar e subir muito, eles chegam a um lugar alto.
Castor: “Que faremos hoje?”
Saga: “Sente-se naquela rocha.”
Castor se sentou e Saga começou a explanar sobre a importância de se ter corpo, mente e alma alinhados com o cosmo. O aluno fez várias questões e foi prontamente respondido.
Saga: “Agora, vamos às tarefas!” disse Saga se levantando e tomando sua postura séria (Da qual Castor já havia se acostumado nesses sete anos de treino). Saga: “Você vai pegar aquela rocha ali... Não, a maior! É, essa mesma! E vai descer com ela correndo penhasco abaixo. Além disso, vou tentar destruir a rocha a qualquer custo daqui de cima, mesmo que tenha que acertar você! Se eu destruir a rocha, você terá que voltar e pegar outra. Então use seu cosmo para desviar de meus ataques. Quando chegar lá em baixo, atire-a no mar, e volte para cá. Te darei cinco minutos para voltar!”
Castor: “Mas... mas, Mestre...?”
Saga: “Nada de “mas”, Castor! Agora vá!”
Castor agarrou a rocha pesada, com quase cinqüenta centímetros de diâmetro, saltou para o barranco e começou a correr.
Castor pensa: “Será que Saga ficou louco?!”
Ao terminar de pensar, a rocha já se espatifara no ar, com o golpe rápido de Saga. Castor derrapou e voltou depressa. Ao descer com a próxima rocha, desviou do primeiro raio, porque abaixou ao tropeçar numa pedra no caminho. Ao levantar, o raio varou a rocha, esmigalhando-a.
E assim continuou o dia inteiro... Porém, Castor só conseguiu chegar ao pé da montanha. Ao cair da noite, Saga disse que ele já podia parar e foram pra casa. No dia seguinte, continuariam com o mesmo treino. O garoto estava exausto e desanimado.
Saga: “Castor, por Athena... e por você. Não desanime! Seu potencial é ilimitado, queime seu cosmo sempre em direção ao infinito!”, Saga lhe disse antes de dormir.
Castor: “Vou tentar Mestre... vou tentar...”
E adormeceu, sob a luz da Lua.
Castor
Castor

Número de Mensagens : 27
Idade : 31
Localização : Hortolândia - SP
Data de inscrição : 25/08/2008

Ficha do personagem
Nome do Personagem: Castor
Devoção: Athena
Quests Realizadas:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grécia: Castor Empty Re: Grécia: Castor

Mensagem  Admin em Sab Set 20, 2008 11:43 pm

Seu treino está bom, mas está com falta de espaçamento, um problema muito sério pois confunde os moderadores.E sem a data do treino no início do post

Nota: 2XP

Peça atualização de sua ficha aqui!

_________________
Administrador New Start

Grécia: Castor Saints10
Admin
Admin
Admin

Número de Mensagens : 238
Data de inscrição : 22/08/2008

Ficha do personagem
Nome do Personagem:
Devoção:
Quests Realizadas:

Ver perfil do usuário http://cdznewstart.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grécia: Castor Empty Rocha no caminho

Mensagem  Castor em Qui Dez 11, 2008 7:04 pm

15 de setembro de 2008.


Castor acorda vagarosamente. Como sua cama fica embaixo da janela, ele esticou a mão e a abriu. Ainda estava amanhecendo, e o menino sentia como se estivesse todo quebrado. A sensação piorou quando lembrou dos acontecimentos dos últimos quatro dias.

O aviso de Saga sobre seu cosmo...
O Marina que quase o matou com apenas um golpe...
A sua incapacidade de controlar o cosmo...

E amaldiçoou o próprio cosmo. O cosmo vermelho como seus cabelos, que ele jurou expandir ao nível que fosse necessário para servir Athena... não servia para nada.
Mas, como chance de redenção, Saga havia lhe oferecido a possibilidade de se tornar um Cavaleiro, não havia? Sim, e não podia desistir, não depois do que houve com Helena... Afastou esses pensamentos abanando a mão sobre a cabeça, como se fossem insetos irritantes.

Depois do desjejum, foi ao local onde treinou no dia anterior. Estava de mau humor, mas confiante. Saga já o esperava, estava de pé sobre uma rocha, vendo o Sol nascer. Castor mal acaba de chegar e o mestre arremessa uma rocha pra ele.

Saga: "Continuaremos com a tarefa de ontem, entendeu? Por hoje, você deve jogar a rocha no mar três vezes. Agora corra!"

Castor: "Sim, Mestre!" Agarrou a rocha e correu montanha abaixo. Trinta passos depois a rocha já havia explodido, com um golpe que Saga lançou apenas com dedo. Castor derrapa e volta pra pegar outra rocha.

Saga: "O cosmo, Castor! Esqueça a montanha, esqueça o peso da rocha! Aqui há só o meu cosmo e o seu."

Castor: "Não dá, Mestre! O senhor é muito veloz! Nem dá pra sentir seu cosmo chegando!"

Saga: "Concentre-se e acalme-se Castor! Corpo, mente, alma e cosmo... Todos devem ser um!"

O garoto pôs-se a correr novamente, animado com as palavras do mestre. Seguiu seu conselho e sentiu o cosmo fluindo em seu corpo. Após, em frações de segundo, percebeu a rajada lançada por Saga e conseguiu desviar. Não acreditando no feito, acelerou a corrida e jogou a pedra no mar. Tinha adquirido uma boa velocidade por causa do cosmo.

Subiu a montanha de novo e pegou outra rocha.

Saga: "Muito bem! Continue assim, agora vou dificultar um pouco..."

Castor: "Oh, não..."

Quando saltou para começar a correr, Saga estourou a rocha. O menino levou um tombo dolorido, e se levantou rápido.

Já com outra rocha, correu como nunca, e procurando o cosmo do mestre. Mas o golpe não veio...

Castor pensa: "Ué, ele não vai atacar?" E a rocha explodiu. O garoto ficou louco de raiva. Subiu a montanha bufando.

Saga: "Nunca se desconcentre, mesmo que o inimigo não o ataque! Se fizer isso num combate, seu adversário poderá atingir-lhe em um ponto vital!"

Castor pegou uma rocha um pouco maior, pensando no que Saga disse. Então correu.

Castor pensa: "Desse jeito, como vou proteger alguém? Droga!" Então Helena veio em sua mente, e ele se sentiu motivado.

Castor pensa: "Vamos, meu cosmo! Avante!"
A cosmo-energia vermelha envolveu seu corpo e ele atingiu novamente a velocidade do som, desviando de 6 golpes de Saga, e arremessando a pedra no mar. Voltou com o cosmo flamejante, e na descida, com outra rocha, desviou de 3 golpes e bloqueou 3. Jogou a pedra com toda a força na água, e caiu exausto.

Minutos depois Saga já estava ao seu lado.

Saga: "Muito bem Castor! Você prestou atenção no que eu lhe disse. Mostrou obediência e auto-controle."

Castor: "O... Obrigado, Mestre... Mas aquela não é sua velocidade verdadeira, né?"

Saga: "Não... Mas a sua se igualará à minha, confie! Agora vamos mudar de tarefa... Me acompanhe!"

Castor se levanta, um pouco cansado, mas com esperança de que o futuro pode ser bom para ele. Então ele vai atrás de Saga.
Castor
Castor

Número de Mensagens : 27
Idade : 31
Localização : Hortolândia - SP
Data de inscrição : 25/08/2008

Ficha do personagem
Nome do Personagem: Castor
Devoção: Athena
Quests Realizadas:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grécia: Castor Empty Re: Grécia: Castor

Mensagem  Admin em Sex Dez 12, 2008 5:07 pm

Gostei desse treinamento. Você usou as dicas que lhe mostrei e o desenvolvimento ficou muito bom.

Nota: 3XP

Peça atualização de sua ficha aqui!

_________________
Administrador New Start

Grécia: Castor Saints10
Admin
Admin
Admin

Número de Mensagens : 238
Data de inscrição : 22/08/2008

Ficha do personagem
Nome do Personagem:
Devoção:
Quests Realizadas:

Ver perfil do usuário http://cdznewstart.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grécia: Castor Empty Re: Grécia: Castor

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum